Trabalhamos com criatividade e disciplina, com foco e abrangência para mapear as melhores oportunidades de investimento e antecipar tendências.

Dividimos com você, aqui, um pouco da forma Verde Asset Management de pensar.

Gestão ativa ganha espaço

Matéria com Luiz Parreiras, entre outros gestores, para o jornal Valor Econômico

De um lado, gestores independentes ávidos para abocanhar parte de um mercado de R$ 600 bilhões que cresce a taxas de 25% ao ano. De outro, instabilidade em relação às regras da Previdência. Nesse cenário, a gestão ativa dos fundos previdenciários vem ganhando cada vez mais espaço.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , ,

 

Mercado também atrai butiques de investimento

Matéria com Luiz Parreiras, entre outros gestores, para o jornal Valor Econômico
Luiz Parreiras, do Verde Asset Management: meta, em cinco anos, é ter de R$ 5 bilhões a R$ 6 bilhões em previdência. Foto: Luis Ushirobira/Valor

Apesar de ser uma indústria na qual o maior volume de recursos está concentrado nos grandes bancos, o mercado de previdência não para de ganhar novos gestores. Todos independentes, ou seja, não vinculados a grandes instituições financeiras. Hoje, mais de 90% dos 522 gestores de fundos de investimentos listados na Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) são independentes.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , ,

 

‘Para mercado, governo perdeu força’

Entrevista com Luis Stuhlberger para o jornal O Estado de S. Paulo
Stuhlberger afirma que foi lerdo como investidor ao fazer uma reflexão sobre suas reações a respeito a visão pessimista do mercado. Foto: Hélvio Romero/Estadão

O gestor de fundos mais bem-sucedido do Brasil, Luis Stuhlberger, terminou a semana passada frustrado consigo mesmo. “Fui lerdo”, disse em entrevista ao Estado, no início da noite de sexta-feira, ao fazer uma reflexão sobre as suas reações como investidor diante de mais uma semana de reviravoltas – e que reviravoltas. Stuhlberger havia conversado com a reportagem na segunda pela manhã, mas foi preciso atualizar e ampliar as análises após o mercado reagir com pessimismo a dois acontecimentos: as mudanças feitas pela Câmara no pacote anticorrupção e o acordo de leniência da Odebrecht, cujas delações podem atingir centenas de políticos e até ministros da base de sustentação do governo. “A leitura do mercado é que a capacidade política do governo para aprovar a reforma da Previdência diminuiu”, diz ele. Por outro lado, na seara econômica, aumentou a pressão sobre o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, para que entregue crescimento. “O crescimento do ano que vem será muito baixo: não serve para dar popularidade”, disse Stuhlberger.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , , , ,

 

Este conteúdo foi preparado pela Verde Asset Management S.A., bem como suas sociedades afiliadas (conjuntamente “Verde”), tem caráter meramente informativo e não deve ser entendido como análise de valor mobiliário, material promocional, solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro ou investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégia de investimento por parte dos destinatários. As informações referem-se às datas e condições mencionadas e não serão atualizadas. Os cenários apresentados podem não se refletir nas estratégias dos diversos fundos e carteiras geridos pela Verde. Aos investidores é recomendada a leitura cuidadosa de lâminas, prospectos e/ ou regulamentos ao aplicar seus recursos. A Verde não se responsabiliza por erros, omissões ou pelo uso destas informações. Este material foi preparado com base em informações públicas, dados desenvolvidos internamente e outras fontes externas. A Verde não garante a veracidade e integridade das informações e dados ou que os mesmos estão livres de erros ou omissões. Recomendamos uma consulta às fontes mencionadas para maiores informações. As análises aqui apresentadas não pretendem conter todas as informações relevantes que um investidor deve considerar e, dessa forma, representam apenas uma visão limitada do mercado. As estimativas, conclusões, opiniões, sugestões de alocação, projeções e hipóteses apresentadas não constituem garantia ou promessa de rentabilidade e resultado ou de isenção de risco pela Verde. Ao investidor cabe a responsabilidade de informar-se sobre eventuais riscos previamente à tomada de decisão sobre investimentos. Este conteúdo não deve substituir o julgamento independente dos investidores. A Verde não se responsabiliza por danos oriundos de erros, omissões ou alterações nos fatores de mercado nem pelo uso das informações aqui contidas. Este conteúdo não pode ser copiado, reproduzido ou distribuído sem a prévia e expressa concordância da Verde.