Trabalhamos com criatividade e disciplina, com foco e abrangência para mapear as melhores oportunidades de investimento e antecipar tendências.

Dividimos com você, aqui, um pouco da forma Verde Asset Management de pensar.

PIB potencial de 2,5% é inatingível, diz Leichsenring, da Verde Asset

Matéria com Daniel Leichsenring, para o jornal Valor Econômico

O economista-chefe da Verde Asset Management, Daniel Leichsenring, projetou um cenário pessimista para a recuperação econômica do país no encerramento do primeiro dia de atividades da “2017 Latin American Investment Conference”, evento promovido pelo Credit Suisse hoje e amanhã em São Paulo. Mirando sua caneta de laser em gráficos abrangentes sobre a situação econômica do país, Leichsenring disse a uma plateia de mais de mil profissionais do mercado financeiro e investidores que o Brasil está em via de retomada, mas trata-se de uma recuperação “bastante lenta e gradual” e que é “inatingível” para o país um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) potencial como a média de 2,5% ao ano vista entre 1980 e 2016.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , , ,

 

Gestão ativa ganha espaço

Matéria com Luiz Parreiras, entre outros gestores, para o jornal Valor Econômico

De um lado, gestores independentes ávidos para abocanhar parte de um mercado de R$ 600 bilhões que cresce a taxas de 25% ao ano. De outro, instabilidade em relação às regras da Previdência. Nesse cenário, a gestão ativa dos fundos previdenciários vem ganhando cada vez mais espaço.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , ,

 

Mercado também atrai butiques de investimento

Matéria com Luiz Parreiras, entre outros gestores, para o jornal Valor Econômico
Luiz Parreiras, do Verde Asset Management: meta, em cinco anos, é ter de R$ 5 bilhões a R$ 6 bilhões em previdência. Foto: Luis Ushirobira/Valor

Apesar de ser uma indústria na qual o maior volume de recursos está concentrado nos grandes bancos, o mercado de previdência não para de ganhar novos gestores. Todos independentes, ou seja, não vinculados a grandes instituições financeiras. Hoje, mais de 90% dos 522 gestores de fundos de investimentos listados na Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) são independentes.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , ,

 

Bolhas em formação no mercado já preocupam

Matéria com Artur Wichmann, entre outros gestores, para o jornal Valor Econômico
Artur Wichmann, da Verde Asset: há euforia com ações dos setores elétrico, telecom e consumo básico nos EUA. Foto: Luis Ushirobira/Valor

Sinais firmes de bolha em mercados como o de títulos soberanos globais, empréstimos corporativos chineses e também na bolsa americana tiram o sono de analistas e gestores de recursos que, no entanto, não veem mudanças imediatas no cenário de liquidez atual. Em um ou dois anos, contudo, quando os juros começarem a subir, a percepção geral é que o estrago está encomendado e pode ser amplo, atingindo com mais força economias que precisam de reformas importantes para absorver choques externos, como o Brasil.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , , , ,

 

‘Agenda da UTI’ deixa pauta do crescimento em segundo plano

Entrevista com Daniel Leichsenring para o jornal Valor Econômico
Leichsenring, da Verde: combinação danosa de aumento de gastos da Previdência e desaceleração do crescimento potencial. Foto: Silvia Zamboni/Valor

O economista-chefe da Verde Asset Management, Daniel Leichsenring, tem uma visão pessimista sobre o crescimento potencial do Brasil, estimando que a capacidade de a economia avançar sem causar pressões inflacionárias está na casa de 1% a 1,5%. As tendências demográficas, a baixa taxa de investimento e a fraca produtividade o levam a traçar um quadro desanimador, que se torna mais preocupante quando se leva em conta a situação da Previdência.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , , , ,

 

Indefinição externa pressiona juros de longo prazo no país

Matéria com Luiz Parreiras, entre outros gestores, para o jornal Valor Econômico
Parreiras, da Verde: indicação de alta de juros pelo Fed deixará mercados nervosos. Foto: Luiz Ushirobira/Valor

A expectativa de mudança na política monetária nos Estados Unidos e de ajustes nos programas de estímulo do Japão e na Europa têm provocado uma correção de preços nos mercados globais e colocado em discussão a alocação em juros nos mercados emergentes. Investidores aguardam as reuniões do banco do Japão (BoJ) e do Federal Reserve (Fed, banco central americano), ambas na quarta, que podem trazer novas sinalizações sobre o rumo das taxas de juros.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , , ,

 

Crise de bancos europeus ainda não atingiu fundo do poço

Trecho da entrevista com Artur Wichmann, entre outros gestores, para o jornal Valor Econômico

O derretimento do valor de mercado de grandes bancos europeus, com ações chegando a perder até 79% neste ano, veio para ficar. Pelo menos, no médio prazo. Segundo gestores e economistas, o cenário para o setor na região conjuga tantas variáveis adversas que torna quase impossível determinar um horizonte para o início de uma recuperação.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , ,

 

Economista aponta risco de país viver dominância fiscal

Matéria do jornal Valor Econômico que cita o conteúdo do post “Haverá dominância fiscal?” de Daniel Leichsenring

O economista-chefe da Verde Asset Management, Daniel Leichsenring, mostra ceticismo em relação ao ajuste das contas públicas, ao escrever sobre os riscos de dominância fiscal no Brasil. Para ele, o projeto que limita o crescimento dos gastos da União é bem-vindo, mas a proposta, por si só, não resolve nenhum problema estrutural. As projeções de Leichsenring para a dívida bruta apontam uma trajetória preocupante, superando 90% do PIB em 2020 e 100% em 2024, mesmo com hipóteses razoavelmente otimistas.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Para ler o post exclusivo “Haverá dominância fiscal?”, produzido por Daniel Leichsenring, economista-chefe da Verde AM, clique aqui.

Tags: , , , ,

 

Fundos abertos de previdência aceleram captação

Trecho de matéria do jornal Valor Econômico que cita o fundo Verde AM Icatu Previdência FIC FIM Previdenciário

O início do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff no fim do primeiro trimestre e a situação política e econômica do país dividiu em duas fases o ano de 2016 para a indústria de fundos abertos de previdência. Os primeiros meses foram marcados pela captação mais tímida e uma gestão muito defensiva e a segunda parte do semestre teve a retomada da captação e maior apetite por risco.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , ,

 

Gestores reduzem fatia aplicada em dólar no portfólio

Trecho da entrevista com Luiz Parreiras, entre outros gestores, para o jornal Valor Econômico
Foto: Valor EconômicoParreiras, da Verde: portfólio reflete novo cenário-base, de mudança no governo. Foto: Valor

Os dois mais renomados gestores de multimercados brasileiros, Verde e SPX, reduziram de forma significativa a posição em dólar em relação ao real nas últimas semanas. O Verde, que tinha 25% do patrimônio na moeda americana no começo do ano e chegou a ter mais de 50% em 2015, acaba de levar essa fatia a 20%. O Valor apurou que também a SPX, que chegou a dedicar 40% do risco do fundo às posições que ganhavam com a alta do dólar, reduziu a cerca de 15%, e não opera mais contra o real, somente nos negócios de dólar versus outras moedas.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , , ,

 

Página 1 de 3123
Este conteúdo foi preparado pela Verde Asset Management S.A., bem como suas sociedades afiliadas (conjuntamente “Verde”), tem caráter meramente informativo e não deve ser entendido como análise de valor mobiliário, material promocional, solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro ou investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégia de investimento por parte dos destinatários. As informações referem-se às datas e condições mencionadas e não serão atualizadas. Os cenários apresentados podem não se refletir nas estratégias dos diversos fundos e carteiras geridos pela Verde. Aos investidores é recomendada a leitura cuidadosa de lâminas, prospectos e/ ou regulamentos ao aplicar seus recursos. A Verde não se responsabiliza por erros, omissões ou pelo uso destas informações. Este material foi preparado com base em informações públicas, dados desenvolvidos internamente e outras fontes externas. A Verde não garante a veracidade e integridade das informações e dados ou que os mesmos estão livres de erros ou omissões. Recomendamos uma consulta às fontes mencionadas para maiores informações. As análises aqui apresentadas não pretendem conter todas as informações relevantes que um investidor deve considerar e, dessa forma, representam apenas uma visão limitada do mercado. As estimativas, conclusões, opiniões, sugestões de alocação, projeções e hipóteses apresentadas não constituem garantia ou promessa de rentabilidade e resultado ou de isenção de risco pela Verde. Ao investidor cabe a responsabilidade de informar-se sobre eventuais riscos previamente à tomada de decisão sobre investimentos. Este conteúdo não deve substituir o julgamento independente dos investidores. A Verde não se responsabiliza por danos oriundos de erros, omissões ou alterações nos fatores de mercado nem pelo uso das informações aqui contidas. Este conteúdo não pode ser copiado, reproduzido ou distribuído sem a prévia e expressa concordância da Verde.