Trabalhamos com criatividade e disciplina, com foco e abrangência para mapear as melhores oportunidades de investimento e antecipar tendências.

Dividimos com você, aqui, um pouco da forma Verde Asset Management de pensar.

Luis Stuhlberger e Luiz Parreiras participam de live do prêmio “Melhores da Bolsa 2020”

Nosso gestor do Fundo Verde e CEO e CIO, Luis Stuhlberger, e nosso gestor da Estratégia Multimercado e Previdência, Luiz Parreiras, participam de painel em evento online promovido pela InfoMoney e Stock Pickers.

A visão da Verde sobre o mercado pós-crise é o tema do painel de Luis Stuhlberger e Luiz Parreiras, mediado por Thiago Salomão e Renato Santiago, na programação de lives do prêmio Melhores da Bolsa 2020, promovido pela InfoMoney e Stock Pickers.

O evento, que acontece entre os dias 24 e 26 de novembro, reúne apresentações de grandes gestores de fundos e CEOs das melhores empresas da Bolsa, destacadas na lista elaborada pelo site em parceria com a Economatica e o Ibmec.

A participação dos gestores da Verde, que contempla a análise dos principais tópicos do cenário atual e o desempenho do mercado de ações, será hoje, às 18h.

Clique aqui para assistir ao vivo.

Tags: , , , ,

 

Luis Stuhlberger participa da live realizada por Luciana Seabra

Nosso gestor do Fundo Verde e CEO e CIO da Verde AM, Luis Stuhlberger, participa da live realizada por Luciana Seabra, CEO da Spiti.

Luis Stuhlberger, gestor do Fundo Verde e CEO e CIO da Verde AM, conversa com a analista Luciana Seabra, CEO da , sobre as principais questões do cenário atual, como os desafios fiscais do Brasil e as eleições americanas.

Clique aqui para assistir a live.

Tags: , , , ,

 

Brasil gastou mais do que podia e precisava no combate à pandemia

Daniel Leichsenring, economista-chefe da Verde Asset, em artigo para a Folha de S.Paulo
Piora do déficit ocorreu pelo aumento expressivo de gastos públicos de caráter permanente

A questão fiscal brasileira voltou a causar preocupações. O país parece andar em círculos, retornando ao ponto inicial, mas com dívida e gastos mais altos e os mesmos problemas na qualidade dos serviços públicos e no atendimento das demandas sociais.

O primeiro ato da mais recente tragédia fiscal se iniciou no segundo mandato de Lula e se acelerou no governo Dilma, quando o superávit primário de cerca de 3,5% do PIB (Produto Interno Bruto) deu lugar a um déficit de 2,5% do PIB ao ano.

A piora do déficit ocorreu pelo aumento expressivo de gastos públicos de caráter permanente, impossíveis de serem cortados uma vez aumentados. Ficaram famosas também as “pedaladas”, que escamoteavam a realidade das contas públicas, mas que em tempo cobrariam seu preço.

Para ler o artigo completo, clique aqui.

Tags: , , , ,

 

Luis Stuhlberger e Luiz Parreiras foram os convidados do quarto episódio da série de podcasts “Pregões que fizeram história”, da InfoMoney

Luis Stuhlberger e Luiz Parreiras relembram a história da maxidesvalorização do real em 1999.
O quarto episódio faz parte da série de podcasts “Pregões que fizeram história”, apresentado por Anderson Figo.

Contexto: 14/01/1999 — O começo do ano de 1999 foi marcado por um período de desvalorização do real. A mudança no regime cambial nacional (fim do regime de bandas para câmbio flutuante) fez com que o Banco Central fosse obrigado a negociar dólares no mercado futuro, aumentando a quantidade de moeda americana nos nossos cofres e contribuindo para a queda do valor das ações da Bolsa de Valores. Por isso, nos dias 13 e 14 de janeiro de 1999, a B3 precisou interromper suas atividades, realizando dois circuit breakers. No dia 13, o Ibovespa caiu 5,04%. No dia 14, a baixa foi de 9,97%. Já no dia 15 houve uma forte correção, e o índice disparou 33,40%.

Clique aqui para ouvir o podcast.

Tags: , , , ,

 

“O economista Paulo Guedes é muito melhor do que o ministro Paulo Guedes”, diz gestor da Verde Asset

Entrevista exclusiva com Luiz Parreiras ao portal NeoFeed, de Carlos Sambrana
Em entrevista ao NeoFeed, Luiz Parreiras, gestor de multimercado da Verde Asset, critica o trabalho do ministro da Economia, mostra preocupação com a questão fiscal e o alto endividamento do Brasil, fala sobre IPOs, ESG e conta a estratégia da Verde

O gestor de estratégia multimercado e previdência da Verde Asset, Luiz Parreiras, cresceu no mercado financeiro acompanhando de perto um dos mais respeitados gestores do Brasil: Luis Stuhlberger, fundador da Verde Asset Management, gestora com R$ 49 bilhões sob gestão.

Parreiras iniciou sua carreira na Hedging-Griffo, empresa criada por Stulberger e vendida ao Credit Suisse, e depois seguiu para a Verde. E lá se vão quase vinte anos atuando no mercado, acompanhando crises econômicas, trocas de governos e a volatilidade das bolsas.

Tal experiência garantiu uma visão crítica – e preocupada – sobre o atual momento da economia brasileira. Principalmente no que diz respeito à situação fiscal do País. “Quando você acha que você está comendo um almoço de graça, a conta vai vir. Você só está se enganando”, diz Parreiras ao NeoFeed.

O que está acontecendo nessas últimas semanas, com a bolsa em queda, o dólar em alta e mercado tenso, é que a conta dos bilhões de reais gastos na pandemia com o auxílio emergencial está começando a chegar e os políticos, diz ele, continuam achando que está tudo bem.

Há uma certa percepção de vários atores de que aumentar o endividamento não tem problema nenhum porque todo mundo está fazendo o mesmo”, diz Parreiras. “Só que temos de lembrar que o Brasil não é os Estados Unidos. Uma coisa é você aumentar o endividamento em um país desenvolvido, outra coisa é aumentar o endividamento em um país emergente.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , ,

 

Verde Asset vê queda de ações de tecnologia nos EUA como correção “saudável” e descarta bolha de preços

Entrevista exclusiva com João Julião, para a InfoMoney
Em entrevista, João Julião, gestor da Estratégia de Ações Globais, disse que papéis do setor não estão caros e que fundamentos das “big techs” são sólidos

O movimento recente de forte queda das ações de tecnologia, que arrastou as bolsas americanas para baixo, não deve assustar o investidor. Pode, inclusive, ser uma oportunidade para reforçar posições consistentes da carteira.

Essa foi a tática adotada pela Verde Asset, conta João Julião, gestor da estratégia de ações globais da casa comandada por Luis Stuhlberger.

Com uma visão de que o movimento foi um ajuste técnico e de que os fundamentos de grandes empresas como Apple, Amazon, Facebook, Microsoft e Google são sólidos, Julião descarta a visão de uma “bolha” de preços no mercado americano, em comparação ao que foi visto cerca de 20 anos atrás com as ações de empresas de internet.

“Vemos que o fundamento está lá, diferentemente da bolha de 2000, e os preços/lucros estão bem justificados, pela estabilidade dessas empresas, que são “Triple A”, de muita qualidade”, afirmou o gestor, em entrevista ao InfoMoney. “Nossa conclusão, por ora, é que não é uma bolha.”

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , ,

 

A carteira do Verde no Brasil pós-covid

Entrevista exclusiva com Pedro Sales, para o Brazil Journal
Pedro Sales, nosso gestor da Estratégia de Ações Brasil, em entrevista concedida ao Brazil Journal, de Geraldo Samor

Nem mega bullish, nem coveiro antes da hora: com o S&P na máxima histórica e o Ibovespa próximo dos níveis pré-covid, o fundo Verde hoje tem 30% de sua carteira em ações (20% Brasil e 10% no exterior, majoritariamente EUA.)

Historicamente, quando Luis Stuhlberger está pessimista sua posição em Bolsa cai para 15%; quando está otimista chega a 40%. (Os dois pontos fora da curva foram no auge da crise da Dilma, quando a posição chegou a ser zero; e na implosão do mercado pós-covid, quando foi para quase 60%).

Stuhlberger tem dito que o mercado não está dando o devido valor para a fragilidade da economia brasileira. Por outro lado, “o Brasil está passando por uma transformação de juros enorme — muito maior do que lá fora,” diz Pedro Sales, o head de ações da Verde. Se o País conseguir manter o equilíbrio fiscal, ele acha que este será um fenômeno de longo prazo.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , ,

 

Luiz Parreiras foi o convidado do podcast Outliers

Nosso gestor da Estratégia Multimercado e Previdência, Luiz Parreiras, participa do podcast Outliers.

Confira na íntegra o bate-papo entre Luiz Parreiras, nosso gestor da Estratégia Multimercado e Previdência, e Samuel Ponsoni Oliveira, Manager Selection & Funds Research da XP Inc.

Clique aqui para ouvir a entrevista.

Tags: , , , ,

 

Verde participa da live do Valor Investe

Pedro Sales, nosso gestor da Estratégia de Ações Brasil, participa da live do Valor Investe.

“Dado que há pouca visibilidade durante as crises, evite bancar o herói e focar nas ações que podem subir se as coisas derem certo. O ideal é construir um portfólio que navegue bem em qualquer cenário

Confira na íntegra o bate-papo entre Pedro Sales, nosso gestor da Estratégia de Ações Brasil, e a editora-assistente do VI, Daniele Camba, na live do Valor Investe, sobre o cenário atual da bolsa brasileira diante da crise do coronavírus.

A transmissão está disponível no canal do Valor Investe no Youtube. Clique aqui para assistir.

Tags: , , , ,

 

Verde participa da Live do Valor

Daniel Leichsenring participa da Live do Valor, realizada pelo jornal Valor Econômico.

Daniel Leichsenring foi convidado pela equipe do Valor Econômico para um bate-papo com o jornalista Sergio Lamucci para analisar o impacto da pandemia na economia brasileira e como será a recuperação.

A transmissão está disponível no canal do Valor Econômico no Youtube. Clique aqui para assistir.

Tags: , , , ,

 

Este conteúdo foi preparado pela Verde Asset Management S.A., bem como suas sociedades afiliadas (conjuntamente “Verde”), tem caráter meramente informativo e não deve ser entendido como análise de valor mobiliário, material promocional, solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro ou investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégia de investimento por parte dos destinatários. As informações referem-se às datas e condições mencionadas e não serão atualizadas. Os cenários apresentados podem não se refletir nas estratégias dos diversos fundos e carteiras geridos pela Verde. Aos investidores é recomendada a leitura cuidadosa de lâminas, prospectos e/ ou regulamentos ao aplicar seus recursos. A Verde não se responsabiliza por erros, omissões ou pelo uso destas informações. Este material foi preparado com base em informações públicas, dados desenvolvidos internamente e outras fontes externas. A Verde não garante a veracidade e integridade das informações e dados ou que os mesmos estão livres de erros ou omissões. Recomendamos uma consulta às fontes mencionadas para maiores informações. As análises aqui apresentadas não pretendem conter todas as informações relevantes que um investidor deve considerar e, dessa forma, representam apenas uma visão limitada do mercado. As estimativas, conclusões, opiniões, sugestões de alocação, projeções e hipóteses apresentadas não constituem garantia ou promessa de rentabilidade e resultado ou de isenção de risco pela Verde. Ao investidor cabe a responsabilidade de informar-se sobre eventuais riscos previamente à tomada de decisão sobre investimentos. Este conteúdo não deve substituir o julgamento independente dos investidores. A Verde não se responsabiliza por danos oriundos de erros, omissões ou alterações nos fatores de mercado nem pelo uso das informações aqui contidas. Este conteúdo não pode ser copiado, reproduzido ou distribuído sem a prévia e expressa concordância da Verde.