Trabalhamos com criatividade e disciplina, com foco e abrangência para mapear as melhores oportunidades de investimento e antecipar tendências.

Dividimos com você, aqui, um pouco da forma Verde Asset Management de pensar.

Verde Week 2021

A Verde Week 2021 foi um sucesso. Marcada por encontros muito interessantes sobre os mais diversos temas de mercado, desde novas tecnologias e inovações aos impactos da pandemia no mundo e Brasil e como o Fundo Verde se posiciona para isso.

Foram quatro painéis com os gestores da Verde, Luis Stuhlberger, Luiz Parreiras, Pedro Sales, João Julião, Daniel Leichsenring e, os convidados especiais, Martin Escobari (General Atlantic), Fabien Mendez (Loggi) e Marcelo Sampaio (Hashdex).

E para quem não conseguiu acompanhar alguma das lives, o conteúdo estará disponível até o dia 16/07 na plataforma do evento e em nosso canal do Youtube.

Plataforma da Verde Week: clique aqui.

Youtube da Verde: clique aqui.

Tags: , , , ,

 

Com dinheiro do Fundo Verde, a Magik JC vai escalar moradia popular no centro de SP

Ambição é lançar 20 prédios nos próximos 4 a 5 anos — e o dinheiro para os três primeiros acaba de ser assegurado junto à gestora de Luis Stuhlberger

Matéria com Luiz Parreiras para a Capital Reset. Por Vanessa Adachi.

Nos últimos seis anos, a incorporadora Magik JC testou a tese de erguer edifícios residenciais populares na região central da Cidade de São Paulo, num modelo pouco usual: um Minha Casa Minha Vida (hoje Casa Verde e Amarela) sem arquitetura massificada — e com design.

Foram seis prédios entregues e outros oito em obras ou em fase de lançamento até agora, nos bairros de Vila Buarque, Santa Cecília e Bixiga, sendo um dos últimos assinado por Isay Weinfeld.

Agora, numa ponte entre a Faria Lima e o Centro, sem paradas, uma estrutura financeira foi posta de pé para escalar a oferta de moradia popular próxima à estrutura de trabalho e de faculdades.

A ambição é lançar 20 prédios nos próximos 4 a 5 anos — e o dinheiro para os três primeiros acaba de ser assegurado junto ao Fundo Verdede Luis Stuhlberger.

Clique aqui para ler a matéria completa.

Tags: , , , ,

 

A carteira do Verde no Brasil pós-covid

Entrevista exclusiva com Pedro Sales, para o Brazil Journal
Pedro Sales, nosso gestor da Estratégia de Ações Brasil, em entrevista concedida ao Brazil Journal, de Geraldo Samor

Nem mega bullish, nem coveiro antes da hora: com o S&P na máxima histórica e o Ibovespa próximo dos níveis pré-covid, o fundo Verde hoje tem 30% de sua carteira em ações (20% Brasil e 10% no exterior, majoritariamente EUA.)

Historicamente, quando Luis Stuhlberger está pessimista sua posição em Bolsa cai para 15%; quando está otimista chega a 40%. (Os dois pontos fora da curva foram no auge da crise da Dilma, quando a posição chegou a ser zero; e na implosão do mercado pós-covid, quando foi para quase 60%).

Stuhlberger tem dito que o mercado não está dando o devido valor para a fragilidade da economia brasileira. Por outro lado, “o Brasil está passando por uma transformação de juros enorme — muito maior do que lá fora,” diz Pedro Sales, o head de ações da Verde. Se o País conseguir manter o equilíbrio fiscal, ele acha que este será um fenômeno de longo prazo.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , ,

 

Relatório de Gestão do Fundo Verde – Março/20

Por Gestão Verde AM

Este foi o pior primeiro trimestre da história dos mercados globais, e março, o mês que parecia não ter fim, foi o mais volátil da história do mercado americano – por exemplo, o S&P oscilou em média 4,8% por dia em março, comparado a 3,9% em média em outubro/2008 quando a Lehman quebrou. Os mercados emergentes, Brasil incluso, não foram diferentes.

O cenário tem mudado em velocidade brutal, e por isso escrevemos duas semanas atrás um relatório descrevendo nossas visões até aquele momento. Quem ainda não teve oportunidade de ler, pode encontrá-lo aqui.

As conclusões e a estratégia delineadas naquele relatório continuam em grande medida válidas. Mas dada a complexidade da situação, decidimos ampliar um pouco o escopo da nossa análise e discutir neste relatório alguns temas que consideramos importantes. Exploramos abaixo, em alguma profundidade, a questão da quarentena seletiva, as perspectivas de novos testes, tratamentos e vacinas, e como tudo isso impacta nossa visão para os mercados.

Para continuar lendo, clique aqui.

Tags: , , , ,

 

“Estamos otimistas com o ritmo da atividade econômica neste e no próximo ano.”

Por Gestão Verde AM

Relatório de Gestão do Fundo Verde – Junho/19

Após um período marcado por muito ruído, a reforma da previdência está em vias de ser aprovada. Vale lembrar que, mesmo com algumas desidratações já previstas em Plenário, o texto aprovado deve gerar economia duas vezes maior do que a versão final apresentada pelo governo anterior, até então vista com excelentes olhos por parte do mercado. Isso sem contar a economia esperada de ao menos R$ 200 bilhões com a MP 871 de combate às fraudes.

A partir de agora, as atenções se voltam para as perspectivas do crescimento do Brasil, tema recorrente em nossas cartas ao longo dos últimos meses. E não sem motivo: após cair quase 8% entre 2015 e 2016, o PIB cresceu a ritmo médio de 1,4% ao ano, ou apenas 0,5% quando considerados apenas os últimos quatro trimestres. A permanência desse cenário inviabiliza qualquer trajetória sustentável da dívida pública, mesmo com o endereçamento do problema previdenciário.

Para continuar lendo, clique aqui.

Tags: , , , , , ,

 

‘País vive um alinhamento de estrelas’

Trecho da entrevista com Luiz Parreiras para o jornal O Estado de S. Paulo
luiz_parreiras-estadao-160617Luiz Parreiras, gestor de multimercados da Verde Asset. Foto: Estadão.

Os administradores do Fundo Verde, um dos maiores fundos de multimercado do Brasil, são conhecidos por antecipar tendências e conseguir retornos difíceis de replicar. Para Luiz Parreiras, da Verde Asset, o otimismo do mercado está ligado a uma “confluência de fatores globais e locais” – que correm o risco de serem revertidos.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , ,

 

Este conteúdo foi preparado pela Verde Asset Management S.A., bem como suas sociedades afiliadas (conjuntamente “Verde”), tem caráter meramente informativo e não deve ser entendido como análise de valor mobiliário, material promocional, solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro ou investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégia de investimento por parte dos destinatários. As informações referem-se às datas e condições mencionadas e não serão atualizadas. Os cenários apresentados podem não se refletir nas estratégias dos diversos fundos e carteiras geridos pela Verde. Aos investidores é recomendada a leitura cuidadosa de lâminas, prospectos e/ ou regulamentos ao aplicar seus recursos. A Verde não se responsabiliza por erros, omissões ou pelo uso destas informações. Este material foi preparado com base em informações públicas, dados desenvolvidos internamente e outras fontes externas. A Verde não garante a veracidade e integridade das informações e dados ou que os mesmos estão livres de erros ou omissões. Recomendamos uma consulta às fontes mencionadas para maiores informações. As análises aqui apresentadas não pretendem conter todas as informações relevantes que um investidor deve considerar e, dessa forma, representam apenas uma visão limitada do mercado. As estimativas, conclusões, opiniões, sugestões de alocação, projeções e hipóteses apresentadas não constituem garantia ou promessa de rentabilidade e resultado ou de isenção de risco pela Verde. Ao investidor cabe a responsabilidade de informar-se sobre eventuais riscos previamente à tomada de decisão sobre investimentos. Este conteúdo não deve substituir o julgamento independente dos investidores. A Verde não se responsabiliza por danos oriundos de erros, omissões ou alterações nos fatores de mercado nem pelo uso das informações aqui contidas. Este conteúdo não pode ser copiado, reproduzido ou distribuído sem a prévia e expressa concordância da Verde.