Trabalhamos com criatividade e disciplina, com foco e abrangência para mapear as melhores oportunidades de investimento e antecipar tendências.

Dividimos com você, aqui, um pouco da forma Verde Asset Management de pensar.

Luis Stuhlberger e Luiz Parreiras foram os convidados do quarto episódio da série de podcasts “Pregões que fizeram história”, da InfoMoney

Luis Stuhlberger e Luiz Parreiras relembram a história da maxidesvalorização do real em 1999.
O quarto episódio faz parte da série de podcasts “Pregões que fizeram história”, apresentado por Anderson Figo.

Contexto: 14/01/1999 — O começo do ano de 1999 foi marcado por um período de desvalorização do real. A mudança no regime cambial nacional (fim do regime de bandas para câmbio flutuante) fez com que o Banco Central fosse obrigado a negociar dólares no mercado futuro, aumentando a quantidade de moeda americana nos nossos cofres e contribuindo para a queda do valor das ações da Bolsa de Valores. Por isso, nos dias 13 e 14 de janeiro de 1999, a B3 precisou interromper suas atividades, realizando dois circuit breakers. No dia 13, o Ibovespa caiu 5,04%. No dia 14, a baixa foi de 9,97%. Já no dia 15 houve uma forte correção, e o índice disparou 33,40%.

Clique aqui para ouvir o podcast.

Tags: , , , ,

 

“O economista Paulo Guedes é muito melhor do que o ministro Paulo Guedes”, diz gestor da Verde Asset

Entrevista exclusiva com Luiz Parreiras ao portal NeoFeed, de Carlos Sambrana
Em entrevista ao NeoFeed, Luiz Parreiras, gestor de multimercado da Verde Asset, critica o trabalho do ministro da Economia, mostra preocupação com a questão fiscal e o alto endividamento do Brasil, fala sobre IPOs, ESG e conta a estratégia da Verde

O gestor de estratégia multimercado e previdência da Verde Asset, Luiz Parreiras, cresceu no mercado financeiro acompanhando de perto um dos mais respeitados gestores do Brasil: Luis Stuhlberger, fundador da Verde Asset Management, gestora com R$ 49 bilhões sob gestão.

Parreiras iniciou sua carreira na Hedging-Griffo, empresa criada por Stulberger e vendida ao Credit Suisse, e depois seguiu para a Verde. E lá se vão quase vinte anos atuando no mercado, acompanhando crises econômicas, trocas de governos e a volatilidade das bolsas.

Tal experiência garantiu uma visão crítica – e preocupada – sobre o atual momento da economia brasileira. Principalmente no que diz respeito à situação fiscal do País. “Quando você acha que você está comendo um almoço de graça, a conta vai vir. Você só está se enganando”, diz Parreiras ao NeoFeed.

O que está acontecendo nessas últimas semanas, com a bolsa em queda, o dólar em alta e mercado tenso, é que a conta dos bilhões de reais gastos na pandemia com o auxílio emergencial está começando a chegar e os políticos, diz ele, continuam achando que está tudo bem.

Há uma certa percepção de vários atores de que aumentar o endividamento não tem problema nenhum porque todo mundo está fazendo o mesmo”, diz Parreiras. “Só que temos de lembrar que o Brasil não é os Estados Unidos. Uma coisa é você aumentar o endividamento em um país desenvolvido, outra coisa é aumentar o endividamento em um país emergente.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , ,

 

Luiz Parreiras foi o convidado do podcast Outliers

Nosso gestor da Estratégia Multimercado e Previdência, Luiz Parreiras, participa do podcast Outliers.

Confira na íntegra o bate-papo entre Luiz Parreiras, nosso gestor da Estratégia Multimercado e Previdência, e Samuel Ponsoni Oliveira, Manager Selection & Funds Research da XP Inc.

Clique aqui para ouvir a entrevista.

Tags: , , , ,

 

Luis Stuhlberger: a trajetória do gestor de 17.550%

1ª participação da Verde AM em podcast com Luis Stuhlberger e Luiz Parreiras no Stock Pickers, de Thiago Salomão
Um dos maiores gestores do Brasil finalmente vem ao Stock Pickers

Se você acha que o Brasil é difícil hoje, não tem ideia do que era no início dos anos 1980. 

Nas palavras de Luis Stuhlberger, da Verde Asset, um dos gestores de maior sucesso da história do país, o cenário era o seguinte: o Brasil não tinha reservas cambiais, a Petrobras não produzia nem a metade do petróleo que precisávamos e uma quantidade muito grande de pessoas não conseguia nem ir para a escola primária. Tudo isso era regado a crises monetárias frequentes e uma inflação crônica.

Naquela época, quando o então jovem engenheiro Stuhlberger começava sua carreira no mercado financeiro, se falava muito da economia brasileira como se ela fosse um bolo. “Primeiro vamos fazer o bolo crescer, depois distribuir” era a ideia que o governo propagava. Depois, com a Constituinte de 1988 e o modelo passou a ser o oposto: primeiro prometer um pedaço do bolo para cada um, depois fazê-lo crescer.

“Hoje temos um modelo intermediário entre fazer o bolo crescer e distribuir e o contrário, de distribuir e depois fazer crescer. Vivemos um meio termo, houve reformas, e agora vamos crescer com as nossas próprias pernas”, afirma Stuhlberger.

Dos anos 1980 ao 32º episódio do Stock Pickers, Stuhlberger se tornou um dos maiores gestores da história do Brasil. Seu fundo, o Verde, rendeu nos seus 23 anos de história incríveis 17.550% ou 8 vezes o CDI do período, e com incrível resiliência: o Verde teve rentabilidade anual negativa em apenas um dos 23 anos de existência — foi em 2008 (-6,4%), auge da crise do subprime.

Para ouvir como foi a 1ª participação da Verde AM em podcast, clique aqui.

Tags: , , , , ,

 

Verde avança em fundo de previdência com Apple, Goldman, Google e mais 32 empresas

Matéria exclusiva com Luiz Parreiras e Luiz Godinho, para a Bloomberg

A Verde Asset Management está cortejando algumas das maiores empresas globais para o seu negócio crescente de previdência complementar.

Goldman Sachs, Morgan Stanley, Google, Apple, Netflix e outras 30 empresas estão oferecendo aos funcionários a opção de investir em fundo de previdência gerido pela Verde, segundo Luiz Ernesto Godinho, responsável pela área comercial da gestora.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , ,

 

1ª Edição do Verde Day

Por Artur Wichmann e Daniel Leichsenring

No dia 30 de agosto aconteceu a 1ª Edição do Verde Day. Evento idealizado há tempos com o objetivo de compartilhar o conhecimento gerado e acessado pela Verde AM no seu dia-a-dia de gestão dos fundos.

Foi uma manhã de painéis muito interessantes, em que nosso time de gestão e palestrantes externos discorreram sobre assuntos que estão no centro das teses de construção de portfólio na Verde.

Claudio Lottenberg, presidente do grupo UnitedHealth no Brasil, abordou a questão da saúde e seus principais desafios. David Veléz, CEO do Nubank, uma das mais inovadoras e bem-sucedidas fintechs no Brasil, falou sobre inovação e a trajetória da empresa. O Professor Marco Aurelio Ruediger, Diretor de Análise de Políticas Públicas da FGV, observou o impacto da mídia social nas eleições e concluímos com o Presidente Fernando Henrique Cardoso apresentando sua visão sobre política no Brasil e mundo.

Para continuar lendo, clique aqui.

Tags: , , , , ,

 

‘Está difícil ser pessimista com o Brasil’, diz o gestor da estratégia multimercado Luiz Parreiras

Matéria exclusiva com Luiz Parreiras, para o jornal Estadão
“Nossa visão de longo prazo é mais cética. Para crescer mais de 2,5% ao ano por um período longo, é preciso fazer reformas”. Foto: Hélvio Romero/Estadão

Uma mudança de diagnóstico sobre a economia brasileira provocou uma guinada na Verde Asset Management, que tem R$ 33 bilhões em ativos sob gestão. A gestora, que expôs, nos últimos anos, uma visão negativa sobre ativos domésticos a partir de declarações do sócio fundador Luis Stuhlberger, está, agora, otimista com o cenário econômico para o Brasil, ao menos de curto prazo. “Está difícil construir um argumento muito pessimista em relação ao crescimento do País hoje”, disse o estrategista da gestora, Luiz Parreiras.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , ,

 

“Jogo” do mercado com a Previdência começa a ficar perigoso, alerta gestor da Verde, Luiz Parreiras

Entrevista exclusiva com Luiz Parreiras, para o portal InfoMoney
Luiz_Parreiras-InfoMoneyNossa grande preocupação é a apatia como o mercado tem enfrentado essa diluição, diz o gestor da Verde. Foto: Lucas de Abreu/InfoMoney

É prematuro demais “sepultarmos” a reforma da previdência, mas já é possível concluirmos que, pela diluição gradual e constante daquela proposta inicialmente enviada pelo governo Temer ao Congresso, devemos ter mudanças bem menores do que o outrora vislumbrado. As estimativas atuais de Henrique Meirelles (ministro da Fazenda) dão conta que entre 70% e 80% do projeto inicial de reforma deverá passar, mas há quem diga que essa diluição já chegou em 50% da economia que a previdência traria.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , ,

 

Gestão ativa ganha espaço

Matéria com Luiz Parreiras, entre outros gestores, para o jornal Valor Econômico

De um lado, gestores independentes ávidos para abocanhar parte de um mercado de R$ 600 bilhões que cresce a taxas de 25% ao ano. De outro, instabilidade em relação às regras da Previdência. Nesse cenário, a gestão ativa dos fundos previdenciários vem ganhando cada vez mais espaço.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , ,

 

Mercado também atrai butiques de investimento

Matéria com Luiz Parreiras, entre outros gestores, para o jornal Valor Econômico
Luiz Parreiras, do Verde Asset Management: meta, em cinco anos, é ter de R$ 5 bilhões a R$ 6 bilhões em previdência. Foto: Luis Ushirobira/Valor

Apesar de ser uma indústria na qual o maior volume de recursos está concentrado nos grandes bancos, o mercado de previdência não para de ganhar novos gestores. Todos independentes, ou seja, não vinculados a grandes instituições financeiras. Hoje, mais de 90% dos 522 gestores de fundos de investimentos listados na Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) são independentes.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Tags: , , , ,

 

Este conteúdo foi preparado pela Verde Asset Management S.A., bem como suas sociedades afiliadas (conjuntamente “Verde”), tem caráter meramente informativo e não deve ser entendido como análise de valor mobiliário, material promocional, solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro ou investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégia de investimento por parte dos destinatários. As informações referem-se às datas e condições mencionadas e não serão atualizadas. Os cenários apresentados podem não se refletir nas estratégias dos diversos fundos e carteiras geridos pela Verde. Aos investidores é recomendada a leitura cuidadosa de lâminas, prospectos e/ ou regulamentos ao aplicar seus recursos. A Verde não se responsabiliza por erros, omissões ou pelo uso destas informações. Este material foi preparado com base em informações públicas, dados desenvolvidos internamente e outras fontes externas. A Verde não garante a veracidade e integridade das informações e dados ou que os mesmos estão livres de erros ou omissões. Recomendamos uma consulta às fontes mencionadas para maiores informações. As análises aqui apresentadas não pretendem conter todas as informações relevantes que um investidor deve considerar e, dessa forma, representam apenas uma visão limitada do mercado. As estimativas, conclusões, opiniões, sugestões de alocação, projeções e hipóteses apresentadas não constituem garantia ou promessa de rentabilidade e resultado ou de isenção de risco pela Verde. Ao investidor cabe a responsabilidade de informar-se sobre eventuais riscos previamente à tomada de decisão sobre investimentos. Este conteúdo não deve substituir o julgamento independente dos investidores. A Verde não se responsabiliza por danos oriundos de erros, omissões ou alterações nos fatores de mercado nem pelo uso das informações aqui contidas. Este conteúdo não pode ser copiado, reproduzido ou distribuído sem a prévia e expressa concordância da Verde.